Posts Tagged ‘cultura’

Em Cartaz – ImprovInsanos

junho 14, 2008

Quem curte teatro de improviso confere hoje, às 21hs, ou amanhã, às 20hs, a peça ImprovInsanos, ao preço de 20 reais (meia, R$10). Nela, o público é quem escolhe o nome da peça, o gênero, o cenário e até a trilha musical. A direção é de Claudio Amado.

Onde: Local: Sede da Cia. de Teatro Contemporâneo – TEATRO I
R. Conde de Iraja 253 – Botafogo – Tel.: 2537-5204
De 03 de maio até 29 de junho

-Hoje-

Anúncios

Estréia nacional para o mês dos namorados

junho 14, 2008

Páginas de Menina

Um encontro casual sempre gera incerteza…
Uma pessoa diz ‘oi’ a outra ‘olá!’ e aí… a omissão de diálogo ou um gesto em falso com as palavras e babau, vocês são mais duas pessoas a existirem no mundo longe uma das outras.

Como na ficção às vezes as imperfeições humanas são silenciadas, a diretora Monica Palazzo resolveu dar voz, endereço e nome a incerteza.

Sua personagem, a jovem Ingrid (Tieza Tissi), começa a trabalhar na Livraria Machado de Assis, no ano de 1955, e conhece Sílvia (Vera Zimmermann), a gerente da Loja. A partir daí, Olhares, gestos, e os primeiros sintomas de um encontro casual começam a aparecer.

É aí que…

ESTRÉIA- DIA 20
Cine Odeon

Prêmios
Melhor curta metragem 18th Melbourne Internacional Queer Film Festival

Ficha Técnica
Roteiro e Direção: Monica Palazzo
Produção Executiva e Direção de Produção: Karina Zimmer
Direção de Fotografia: Janice D’Avila
Direção de Arte: Renata Rugai
Figurinos: Yuli Feisthauer
Assistência de direção e montagem: Rodrigo Diaz Diaz
Direção de Ator: Julia Zakia,
Maquiagem: Simone Souza
Musica: Martin Eikmeier e Bruno Palazzo
Desenho de Som: Guile Martins e Ana Luiza Pereira
Elenco: Silvia Vera Zimmermann e Ingrid Tieza Tissi

Extra: paginasdemenina.com.br

Robocop 2010

junho 11, 2008

Robocop 2010


Depois do sucesso Robocop Gay dos Mamonas Assassinas, nosso herói andou meio sumido. Talvez por não agüentar mais as encarnações dos seus colegas policiais de Detroit. Já pensou, toda vez que fosse lanchar no departamento de polícia, o pessoal pegasse no pé fazendo piadinhas do tipo, “vou comer a rosquinha do Robocop”? Já até virou adjetivo pejorativo no senso comum. Agora mesmo, comentava com uma amiga o seguinte:

– Tá sabendo do Robocop?
– Como assim?
– Ué, o filme do Robocop!
– Ah, tá! Pensei que estava falando de alguém que tem esse apelido.

Tsc, tsc. Nosso herói não merece isso.


Mas agora, surgem rumores, que toda essa fase já passou e ele quer dar a volta por cima, sacudir a poeira, tirar a ferrugem e voltar poderosa… ops (não pude evitar, Robocop), digo, mais forte do que nunca – tom da voz mais grave. É isso mesmo. A MGM divulgou, entre outras novidades, que irá investir na gravação de Robocop com previsão para 2010.


Robocop - Teaser do que vem por a�
Agora é que a crítica começa a balançar as pernas (assim como eu agora, em um momento de ansiedade, rs) diante das informações divulgadas pelas revistas, jornais, internet. A expectativa tende a aumentar, pois o primeiro filme apresentava cenas fortes de violência (fuzilamento de Murphy – Robocop, cenas de tiro sem economizar sangue artificial, a famosa explícita, entre os fãs, punhalada na jugular, bandidos derretendo no ácido…), já o segundo e o terceiro, tomaram uma linha mais light, além da série na TV, que não emplacou.

Apesar de se tratar de um super-herói, o filme é (era) para um público adulto. Então fica a dúvida de como será o novo formato, qual a censura e se será uma continuação (Robocop 4?). Será que vem na onda do Homem de Ferro ou tentará resgatar a essência do polícial de “sangue frio”, aniquilador de bandidos?


Segue videozinho dos bons tempos de Robocop para recordar (cenas fortes):



Eu, particularmente sugeriria que o polical de aço se juntasse à galera dos Power Rangers, para fazer um laboratório caso o filme seguisse a linha teen. Eles que agora também usam um distintivo para meter bronca de policiais contra criaturas alienígenas, com certeza ficariam lisongeados se o Robocop fizesse uma ponta em um dos episódios.

Festival de Teatro até dia 15

junho 10, 2008


Bom.. se você, assim como eu, ficou com inveja quando soube que São Paulo seria sede do Museu da Língua Portuguesa, então tem um motivo para comemorar.

Até o dia 15 de junho acontece O Festival de Teatro da Língua Portuguesa, que está reunindo no Centro da Cidade grupos teatrais de todos os países que falam a língua portuguesa, como Brasil, Angola, Cabo verde e etc.

Ao todo, dez companhias de teatro, duas de cada país, participam de uma programação que vai desde apresentações, oficinas de teatro até palestras, shows no Circo Voador e mostra gourmet.

As apresentações estão acontecendo no Sesc Ginástico, lá na Avenida Graça Aranha, 187, no Centro, ao preço de míseros 10 reais.

Comida

Já a mostra gastronômica acontece na Rua Padre Leonel Franca, 240 (Gávea) e reune pratos criados pelo chef Ray Cardoso para homenagear os países participantes. Todos a R$ 25,30 reais.

Angola ganhou uma costela de cordeiro assada com suflê de cenoura e cebola calabresa, salpicados com manjericão. O prato típico de Cabo Verde será lulas guisadas com arroz pintado e o do Brasil namorado na folha de bananeira com purê de abóbora e molho de caju. A iguaria bacalhau à duque representará Portugal. E camarões com leite de coco e matapá de espinafres é a saborosa receita de Moçambique.

Oficinas

Ao final do ciclo de oficinas uma leitura dramatizada dirigida por Sérgio Ferrara vai apresentar o texto teatral vencedor do “Prêmio Luso-brasileiro de dramaturgia Antônio José da Silva”, de 2007, organizado pela Funarte e pelo Instituto Camões de Portugal. As palestras ficam a cargo do dramaturgo e jornalista brasileiro Alcione Araújo, da escritora e jornalista moçambicana Rosa Langa e do ator, diretor e produtor teatral Eduardo Cabús.

Encerramento

Nos sábados dias 7 e 14 de junho, o Festlip ganha festa – com entrada franca – no Circo Voador, reunindo músicos de todos os países participantes: Mário Lúcio, de Cabo Verde, Trio Vikeya, de Angola, José Mucavele, de Moçambique e Vivianne Tosto, Macau, e Sandra de Sá, representando o Brasil, além do DJ português Señor Pelota, que encerra a noite.

Corram, porque outro evento só em julho de 2009!
Para saber mais: http://www.talu.com.br/festlip